terça-feira, 31 de dezembro de 2013

AFRODITE - (DEUSA GREGA DO AMOR)





Afrodite, a Deusa da beleza e do amor.


Na rebelião dos deuses pelo poder, Cronos (Saturno), destronou o pai Urano (Céu), amputando-lhe os testículos.
 Lançados ao mar, os órgãos de Urano fecundaram mais uma vez, formando uma grande espuma. Dessa espuma, surgiu amparada numa grande concha de madrepérola, Afrodite, a mais bela de todas as deusas.


 Afrodite, a deusa do amor, é uma das mais poderosas divindades do Olimpo.
Deuses e mortais estão a ela submetidos, pois todos são suscetíveis à paixão, e às armadilhas do desejo. Afrodite (Vênus em latim) é a deusa da paixão, que pode amenizar o coração dos homens, ou fazê-los enlouquecer. É a sexualidade latente, deusa do sêmen que reproduz a vida, do prazer que envolve o ato, do torpor que une os corpos.

 Sendo a Deusa mais bela do Olimpo, atraiu para si o desejo e a paixão de todos os deuses, mas foi obrigada por Zeus (Júpiter), a desposar Hefestos (Vulcano), o deus feio e coxo da forja e do ferro. Inconformada com o casamento, a deusa não deixou de viver a voluptuosidade impetuosa do seu ser. 
Traiu Hefestos com os mais belos deuses, sendo a sua paixão com Ares (Marte), o deus da guerra, a mais famosa das suas lendas.

 Afrodite é voluntariosa, amiga dos amantes, mas inimiga da sensatez. Representa a doçura dos apaixonados, a languidez dos desejos, o idílio da entrega dos corpos. Foi ela quem prometeu o amor da bela Helena ao príncipe Paris, sem se importar com uma sangrenta guerra que devastou Tróia para que os amantes vivessem a paixão prometida.
O amor passional e a loucura estão muitas vezes unidos no mesmo cântico de louvor à deusa. Podem juntos, destruir ou construir o mundo.


Sendo a mais bela de todas as deusas, Afrodite foi representada em diversas obras de arte gregas. Ela era considerada o ideal da beleza feminina na Grécia antiga.
 Apolo representava o ideal de beleza masculino. Os artistas esculpiam a deusa com traços humanos perfeitos, distanciando-na cada vez mais de uma representação divina. Em Roma foi assimilada Vênus, mantendo as suas principais características: deusa do amor, do sexo e da paixão, sendo a mais bela de todas as divindades.
 Afrodite ou Vênus, a deusa teve o mito a inspirar artistas de todas as épocas, quer na poesia, na pintura ou na escultura. Ainda hoje, Afrodite desperta o fascínio das pessoas, suas lendas são as mais difundidas da mitologia greco-romana, seu mito um dos mais explorados nas artes.
A Origem do Culto à Deusa:
O culto a Afrodite tem as suas origens no oriente, entre as civilizações semíticas. Foi introduzida na Grécia pelos marinheiros e mercadores. Assim como a deusa oriental na qual foi inspirada, Afrodite era primitivamente a deusa do instinto sexual e da fecundidade, abrangendo não somente aos homens, mas a toda natureza. Era ela quem espalhava o elemento úmido, nos animais e humanos representados pelo sêmen, e nos vegetais a chuva, que disseminava as sementes. As flores, as árvores, os frutos, eram obras de Afrodite, que uniam Gaia (Terra) e Urano (Céu) na grande inspiração da fecundidade.
Mais tarde, Afrodite teve as suas funções ampliadas, passando a ser a deusa do amor, sendo no início protetora apenas do amor construtivo e honroso. A pureza dos sentimentos era muito preservada pelos gregos. O amor tinha que ser honroso, e Afrodite garantia a nobreza dos sentimentos. Com a evolução do mito, ela passou a simbolizar o amor passional, a paixão desenfreada e nociva, a loucura dos sentimentos.
Deixou de ser apenas venerada pelas jovens puras, para ser a deusa das meretrizes. Muitas foram as meretrizes profissionais que se tornaram sacerdotisas da deusa, erigindo-lhe santuários.
A lenda relata que depois do nascimento no mar, Afrodite foi soprada suavemente pelo vento Zéfiro, levada pelas ondas, desembarcando em sua concha na ilha de Citera, que atualmente corresponde ao rochedo vulcânico chamado Cérico. Pouco mais tarde, partiu para a ilha de Chipre, onde as Horas estavam à sua espera. Elas vestiram a deusa com um traje imortal, adornando-lhe os cabelos longos com vistosas violetas. Depois de adornada pelas Horas, a deusa foi conduzida para o Olimpo, sendo apresentada na assembléia dos deuses.
Sua beleza impar foi aclamada pelos imortais, que jamais tinham visto tão sedutora formosura.
Abençoada deusa do amor...
Deusa bela, amorosa, encantadora.
A manifestação do puro amor...
Me ensina a me amar...
Gratidão.



ORAÇÃO A AFRODITE

Respire, acalme a mente... deixe o coração e sua força espiritual comandarem este ritual. Visualize uma esfera partindo de seu coração... ela cresce, cresce... uma luz cor-de-rosa emana de dentro dessa esfera... você percebe que ela parte do fundo do seu coração, de sua alma... ela é feita do mais puro amor, aliado ao desejo, ao poder feminino, à sensualidade.
Coloque-se dentre deste círculo, agora... Olhe bem dentro dos seus olhos e enxergue sua própria alma...
Faça as seguintes perguntas a si mesma:
• O que você tem de mais lindo dentro de si?
• O que mais lhe agrada em seu corpo?
• Qual é a característica amorosa que você mais deseja: docilidade, compreensão, paixão, leveza, confiança? O quê, afinal?
Responda de forma honesta e tranquila... saiba que todas as respostas são corretas.
A plenitude de amar só é capaz de ser exercida quando nós nos amamos e nos aceitamos. Tudo começa e termina, para começar novamente, dentro de nós.
Ame-se!! Aceite-se!!
• Olhe para seus próprios olhos e repita várias vezes o quanto você se ama. 
• Torne as palavras "EU ME AMO" cheias de significado. 
• Conforme você repete essas palavras, sente a força desse amor preencher cada espaço do seu coração que parecia vazio. Agora você está plena, confiante.

Repita mentalmente:
ORAÇÃO A AFRODITE
Quando abro meu coração
Estou plena
De um deleite tão intenso
De um êxtase tão doce
De um prazer tão profundo
O contato com meu amor
Leva-me a todos os lugares e a união
Toca rapsódias em minha alma
Posso alcançar a união
Quando alcanço a unidade comigo mesma
Posso dançar em parceria
Quando consigo dançar sozinha
Posso amar o outro
Quando consigo amar a mim mesma
Agradeça a Afrodite pela inspiração, agradeça a todas as suas ancestrais femininas pela sua existência, agradeça a você mesma pela boa vontade em fazer as pazes consigo mesma.
Aproveite essa energia nutridora para alimentar-se do mais puro amor. O amor próprio, a auto-aceitação, auto-compreensão. Que tudo isso que você despertou frutifique e a nutra com o poder de Afrodite, com o poder da Deusa que toda mulher é.
Respire profundamente por 3 vezes e desperte seu corpo e mente. Bom retorno!
Está feito!
Ritual elaborado por Patricia Fox.

Oração retirada do livro "Oráculo das Deusas".


Seja Feliz Sempre.
Espero que gostem.
Então vamos Amar muitoooooo...
Deixem seus comentários.
Obgda.

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Sim, maravilhosa essa oraçao ...seja bem vinda

      Excluir
  2. maravilhoso e quando se trata de amor explendido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olaaa Giovane, seja bem vinda, realmente um amor explendido, incondicional nos tira do egoismo do mundo, vivemos na paz da nossa alma.
      bjosss....

      Excluir